Menor é detido pela oitava vez após furtar carro em São Paulo

Como completou 12 anos, garoto F. poderá ser levado à Fundação Casa, o que é decisão aceitável para policial

Ítalo Reis, do estadao.com.br,

23 de outubro de 2008 | 16h17

O menor F., de 12 anos, foi detido mais uma vez no início da tarde desta quinta-feira, 23, com outro veículo furtado, segundo a Polícia Militar. O garoto foi levado para uma delegacia da zona sul de São Paulo. Esta é a oitava vez que o garoto é detido na região por furto de carros ou outros crimes.   Veja também: Menino não pode ser penalizado, dizem especialistas Menino detido pela sétima vez é levado para abrigo em SP Menino de 11 anos é pego com veículo furtado na ZS   O garoto estava dirigindo um carro na Avenida Nossa Senhora do Sabará, no Jardim Sabará, quando policiais pediram para ele parar. O menor não obedeceu e fugiu com o carro, mas acabou batendo em um poste perto de uma escola. Os agentes do 22.º Batalhão o detiveram e levaram para a delegacia.   Da última vez em que foi detido, F. foi levado para um abrigo por ordem da Vara da Infância e da Juventude. Nas outras ocasiões, ele ainda não havia completado 12 anos e por isso não podia ser levado à Fundação Casa. Das outras vezes que foi detido, segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram por três furtos de automóveis - todos no mês de agosto; direção sem habilitação duas vezes, em 31 de outubro de 2007 e no último 26 de abril; furto e arrombamento de loja, em 28 de junho; e finalmente, em 17 de agosto, desacato à autoridade e atentado ao pudor.   O caso foi registrado no 80.º Distrito Policial (Vila Joaniza). A mãe do garoto foi chamada ao local. Segundo o subtenente José Luiz Freitas, que participou da apreensão, a mãe foi chamada ao local e "está cansada de ver [o que o filho faz] e está se sentindo incontente" (sic).   O subtenente também falou que apesar de o local onde o garoto bateu o veículo ter sido danificado, ele não ficou ferido. Como o menor completou 12 anos em setembro, agora poderá ser levado para a Fundação Casa, "a decisão mais aceitável", afirmou o subtenente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.