Menino negro é expulso de restaurante, diz casal

Um casal de espanhóis em férias no Brasil acusou o restaurante Nonno Paolo, no Paraíso, zona sul de São Paulo, de ter expulsado seu filho de 6 anos, adotado há dois na Etiópia. A acusação foi feita em entrevista ao portal G1. O advogado do restaurante afirmou que o menino, que não fala português, foi confundido com uma criança de rua, mas que ele saiu por conta própria após ser abordado por funcionários da casa.

O Estado de S.Paulo

03 de janeiro de 2012 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.