Menino é morto ao brincar com arma do pai

Um garoto de 12 anos foi morto anteontem em Botucatu, no interior paulista, ao brincar com o revólver calibre 38 do pai com amigos e o irmão de 14 anos. Halysson Gonçalves de Camargo, de 34 anos, pai da vítima, foi preso por porte ilegal de arma.

, O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2010 | 00h00

O tiro acidental aconteceu por volta das 9 horas de quinta-feira, quando o estudante Matheus Eduardo Colichi brincava com o irmão e outros três adolescentes em um dos quartos da casa do pai. Um dos amigos de Matheus, o adolescente W., de 16 anos, viu a arma em uma estante. Após retirar a munição, ele apertou o gatilho. Ainda havia uma bala, que atingiu a cabeça do estudante.

O pai da vítima, que estava em casa, escondeu a arma e pediu que os garotos afirmassem que um ladrão tinha entrado no imóvel, o que foi descoberto pela polícia. O jovem W. foi para a Fundação Casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.