Menino de 8 anos perde perna ao ser atropelado por trem

Acidente aconteceu na Linha-7 Rubi e até a noite as empresas que operam no ramal diziam não ter informações sobre o caso

MATEUS COUTINHO , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2012 | 03h04

Um garoto de 8 anos teve a perna direita amputada até a altura da coxa, ontem à tarde, ao ser atropelado por um trem na Linha 7-Rubi da CPTM. O acidente aconteceu entre as Estações Luz e Barra Funda, na zona oeste, perto da Favela do Moinho, que pegou fogo no dia 17.

O atropelamento aconteceu por volta das 14h. Segundo testemunhas, o menino estava brincando em um terreno próximo da linha e caiu nos trilhos. Ele mora nas proximidades, ainda de acordo com testemunhas.

A criança foi encaminhada para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local para atender a ocorrência.

Segundo afirmou o Hospital das Clínicas, o estado do jovem era grave, mas ele estava consciente. Até o começo da noite de ontem, ele ainda era submetido a exames para avaliar se seriam necessárias mais cirurgias.

As linhas da CPTM, à exceção da 9, são usadas tanto por trens de carga quanto por trens de passageiros. Por meio de nota, a CPTM afirmou que no horário do acidente havia apenas composições de carga na linha e que só tomou conhecimento do ocorrido pela imprensa. Já a empresa MRS Logística, que transporta carga e compartilha o ramal com a CPTM, alegou que nenhum acidente foi registrado em suas operações ontem.

Às 21h30 de ontem, o boletim de ocorrência do acidente ainda estava sendo registrado. De acordo com a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, representantes da CPTM estavam na Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom) para colaborar na apuração das informações.

Segundo acidente. O atropelamento de ontem foi o segundo neste ano na Linha 7-Rubi.

No dia 20 de agosto, um jovem de 14 anos foi atropelado próximo da Estação Vila Clarice, na zona norte da capital. A CPTM disse na época que ele invadiu os trilhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.