Menino de 8 anos é atacado por pit bulls em Orlândia

Garoto teria tentado entrar em uma casa quando foi perseguido pelos cães, que o morderam

Brás Henrique, do Estadão,

30 de agosto de 2007 | 18h50

O menino I.D.V., de 8 anos, foi atacado por dois cães da raça pit bull na manhã desta quinta-feira, 30, no Jardim Siena, em Orlândia, na região de Ribeirão Preto. Ele sofreu ferimentos na cabeça e no rosto e foi internado no Hospital Beneficente Santo Antônio, do município. Devido aos ferimentos, o menino passou por três horas de cirurgia, inclusive plástica - porém, marcas de cicatrizes deverão permanecer. Quase os olhos foram atingidos.   O delegado Luís Carlos Silveira registrou o boletim de ocorrência como lesão de natureza culposa (sem intenção), pediu a perícia no local e ouvirá a vítima, seus parentes e testemunhas nos próximos dias.   Segundo o delegado Silveira, Maria Albertina Vieira, de 46 anos, que não tem parentesco com o garoto, saiu cedo para trabalhar, recolher sucatas e produtos recicláveis. Ela tem os dois cães que protegem a sua casa. Três ou quatro garotos teriam ido à residência dela, incluindo I., para vender alguns produtos (papelões, latas).   Um deles teria subido no portão e retirado a alça de segurança, para entrar na residência. Os cães estavam soltos no quintal e atacaram o garoto, correndo atrás dele pela rua. O menino foi alcançado um quarteirão depois e ficou ferido. O filho de Maria Albertina estava próximo e avistou o tumulto e ajudou a recolher os cães.   "Vamos ver se ocorreu imprudência da dona, ou se foi uma fatalidade, pois os garotos já sabiam que havia cães lá", comentou o delegado de Orlândia. "A dona dos cães disse que sempre coloca placas no portão avisando sobre os cães, mas que as mesmas sempre são arrancadas do lugar", disse Silveira.   Matéria ampliada às 19h24

Tudo o que sabemos sobre:
Pit Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.