Menino de 5 anos arrastado por ônibus depõe à polícia

Depoimento de João Vitor reforça a tese de que o motorista foi imprudente

Chico Siqueira, do Estadão

11 de julho de 2007 | 15h35

A Polícia Civil de São José do Rio Preto, a 440 quilômetros de São Paulo, ouviu nesta quarta-feira, 11, o depoimento do garoto João Vítor Borges, de 5 anos, que foi arrastado por oito quadras preso a um ônibus escolar na quarta-feira, 4. O delegado do 4º DP Valdir Carvalho da Silva, responsável pelo caso, disse que o depoimento do garoto serviu para reforçar a tese de culpa do motorista do microônibus, Sidnei Ferreira Barbosa.Segundo ele, o motorista teria manobrado o veículo com imprudência ou negligência ao deixar o garoto na esquina de casa. A versão, no entanto, segundo Silva, só poderá ser confirmada após nova reconstituição, marcada para quinta-feira, 12.

Tudo o que sabemos sobre:
acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.