Menina morre eletrocutada ao tentar recuperar pipa

Munida com uma barra de ferro, utilizada em construção civil, garota tentou desenroscar o artefato e recebeu uma descarga elétrica de 7 mil volts

Ricardo Valota, do estadão.com.br

02 Dezembro 2010 | 04h23

SÃO PAULO - A estudante Gabriela de Jesus Santiago, de 12 anos, morreu eletrocutada, no final da tarde de quarta-feira, 1, ao tentar retirar uma pipa que estava presa na rede elétrica da Eletropaulo no Jardim Nova Carrão, região do Aricanduva, zona leste de São Paulo.

Da laje da casa, na rua Desembargado Amaral Vieira, a menina, com uma barra de ferro utilizada na construção civil em amarração de colunas, tentou desenroscar a pipa e acabou recebendo uma descarga elétrica de 7 mil volts. Testemunhas disseram que o corpo da menina chegou a se incendiar.

Os bombeiros foram acionados, mas a vítima morreu no local. O corpo de Gabriela foi encaminhado à unidade do Instituto Médico Legal (IML) localizada ao lado da delegacia de Artur Alvim (65ºDP), mas deve ser liberado apenas na manha desta quinta-feira, 2. O caso foi registrado no 41º Distrito Policial, da Vila Rica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.