Menina é usada como olheira em arrastão

Uma pizzaria na Avenida Imirim, no bairro de mesmo nome da zona norte de São Paulo, sofreu um arrastão às 21h de quarta-feira. Segundo a Polícia Militar, o grupo usou uma menina como olheira antes do assalto. "Uma menor de idade foi ao restaurante e pediu um copo de água enquanto checava o ambiente. Então o restante do grupo, três maiores e outra menor, entraram e anunciaram o assalto", afirmou o soldado Rogério, da 2.ª Companhia do 47.º Batalhão, que atendeu a ocorrência.

Pedro da Rocha, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2011 | 00h00

Eles portavam pistolas de brinquedo e ameaçaram os três clientes e a dona do restaurante que estavam no local. Toda a ação durou cerca de três minutos. Foram roubados celulares, carteiras, bolsas e o dinheiro do caixa. Os assaltantes foram presos perto do restaurante e não ofereceram resistência. Uma das meninas conseguiu fugir.

No 13.º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, constatou-se que os três maiores têm passagem por roubo, posse de arma e drogas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.