Menina é libertada de cativeiro na zona leste de SP

Garota de 6 anos passou dois dias em cativeiro numa favela da região

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

05 de julho de 2010 | 04h24

SÃO PAULO - Chegou ao fim o drama da menina Karina Bezerra Soares, 6 anos, que desapareceu na sexta-feira, 2, enquanto brincava com duas amigas no Jardim Dona Sinhá, zona leste da capital. A Polícia Militar (PM) localizou a garota na noite de domingo, 5, em bom estado de saúde, numa rua próxima à Favela Primavera, também na zona leste, de onde sequestradores ligaram para os pais dela pedindo R$ 5 mil de resgate. Ninguém foi preso.

Na tarde de domingo, centenas de moradores indignados com o sumiço da menina - a terceira criança sequestrada no bairro em 15 dias - bloquearam a Avenida Barreira Grande e queimaram pneus em protesto contra a demora nas investigações.

A PM descobriu que o contato telefônico pedindo resgate foi originado em uma região de Sapopemba onde há quatro favelas - Primavera, Paraíso, Santo Eduardo e Jorge Oguche - e deflagrou uma "operação saturação" para procurar a menina em todos os barracos. Os criminosos perceberam a ação e abandonaram a garota, que foi encontrada pelos policiais na Rua Borges de Medeiros, ao lado da Favela Primavera.

A localização de Karina foi comemorada por cerca de cinquenta moradores, que se aglomeraram em frente à sua residência, na Rua Feliciano Prazeres, e soltaram fogos de artifício. Ela foi encaminhada ao Instituto Médico Legal para realizar exames e o caso foi registrado no 41º DP (Vila Rica).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.