Corpo de Bombeiros/Divulgação
Corpo de Bombeiros/Divulgação

Menina e dois adultos que tentaram salvá-la morrem afogados no Rio Ribeira, em Iguape

O pai da menina também tentou socorrê-la e está desaparecido; ela brincava na água e caiu em um buraco. Adultos foram arrastados pela correnteza

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2020 | 20h59

SOROCABA - Dois homens morreram afogados ao tentar salvar a filha de um amigo deles, de 9 anos, que se afogava no Rio Ribeira de Iguape, no fim da tarde desta quinta-feira, 16, em Iguape, litoral sul do Estado. A criança também morreu afogada. O pai da menina também entrou na água para o resgate e está desaparecido.  A tragédia aconteceu próximo à foz do rio com o mar, na localidade de Barra da Jureia. De acordo com o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), a criança estava brincando na água, em um trecho com bancos de areia, quando caiu em um buraco e começou a se afogar.

O pai dela e dois amigos tentaram socorrê-la, mas acabaram sendo puxados pela correnteza. Alguns banhistas avistaram os homens desaparecendo no rio e gritaram por socorro. Alguns pescadores conseguiram tirar os dois amigos da água e os banhistas ainda tentaram a reanimação cardiopulmonar, sem sucesso.

Quando os bombeiros chegaram, Jair Antunes Rodrigues, de 65 anos, e Alexandre Pereira, de 42, dois estavam mortos. O corpo da menina, Maria Rita Farias do Nascimento, foi encontrado logo depois pelos bombeiros, já sem vida. O pai dela, Anderson Pires do Nascimento, de 41 anos, não tinha sido achado até a tarde desta sexta-feira, 17. As vítimas eram de Hortolândia, que fica perto de Campinas, e passeavam na região.  

Tudo o que sabemos sobre:
Hortolândia [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.