Mônica Reolom/Estadão
Mônica Reolom/Estadão

Menina de quatro anos cai do 5º andar de prédio no centro de São Paulo

Segundo a delegada que investiga o caso, não há indícios de que a criança tenha sido jogada, mas hipótese não é descartada

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

10 Março 2014 | 19h47

SÃO PAULO - Uma menina de quatro anos caiu do 5º andar de um prédio na Avenida Rio Branco, 429, centro de São Paulo nesta segunda-feira, 10. A delegada do 3º DP (Campos Elíseos), Giovanna Clemente, responsável pela investigação, abriu inquérito para investigar as circunstâncias da queda mas, segundo ela, não há indícios de que a menina tenha sido jogada. "A gente não descarta nenhuma possibilidade, mas não está caminhando para essa hipótese", afirmou.

A criança mora com os pais, a avó materna e dois irmãos. Os pais, peruanos, tinham ido viajar ao Mato Grosso, para uma feira de artesanato, e as crianças ficaram com a avó. De acordo com o relato da avó à polícia, ela havia ido comprar pão no início da tarde enquanto a menina dormia. Ao voltar, não a encontrou em lugar nenhum, mas viu que a rede de proteção da sacada, que era presa apenas com fita crepe, tinha se soltado.

A menina foi socorrida pelos vizinhos, que ligaram para os bombeiros e para o Samu. Com vida, ela foi encaminhada ao Hospital das Clínicas com traumatismo craniano e, conforme a polícia, tinha quadro estável na tarde desta segunda-feira, 10.

O síndico do prédio, Cleiton Fernando de Marques, de 63 anos, classificou a família como "muito amável". "As crianças são uns amores, sempre saem com os pais e a avó para brincar", disse. Segundo ele, a avó ficou "abaladíssima" com o incidente.

A delegada disse que a avó comunicou à filha o ocorrido e que ela e o marido estavam voltando da viagem e chegariam em São Paulo no fim da tarde desta segunda.

Mais conteúdo sobre:
São Paulocriançaprédiomenina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.