Reuters
Reuters

Menina de 9 anos sofre abuso em escola de Piracicaba

Estudante saia do banheiro quando foi abordada por funcionário; Delegacia de Defesa da Mulher investiga o caso

Sara Abdo, O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 02h32

Uma criança de 9 anos foi vítima de um abuso sexual feito por um funcionário de uma escola pública em Pircacicaba, no interior de São Paulo. O caso aconteceu na quarta-feira, 27, e foi registrado como estupro tentado. As investigações estão sendo feitas pela Delegacia de Defesa da Mulher.

Segundo informou a Delegacia Seccional de Plantão de Piracicaba, onde a denúncia foi feita, a estudante da Escola Estadual Professor  Augusto Saes foi ao banheiro durante o horário de aula, e ao sair de lá, foi abordada por um funcionário do local. O agressor, que não teve nome revelado pela delegacia, teria segurado a criança por alguns minutos, mordido sua orelha e beijado seu  pescoço. 

A estudante voltou à sala de aula, e ao ser questionada pelo professor sobre o porquê da demora, revelou o que aconteceu para o professor, na frente de toda a classe. Ainda segundo a delegacia, o professor acompanhou a garota até a diretoria, e lá o relato foi confirmado pela vítima.

Os pais da estudante foram chamados às dependências da escola, e de lá seguiram, com a criança, para a Delegacia Seccional de Plantão. Apesar do toque físico, o caso não foi registrado como abuso sexual. Após a formalização do boletim de ocorrência na quarta-feira, 27, a denúncia foi encaminhada à Delegacia de Defesa da Mulher na manhã de quinta-feira, 28.

A escola tem câmera de segurança, e as imagens serão enviadas à equipe de investigação. A princípio apenas essa criança foi abusada. A delegacia não elimina a possibilidade de que outros estudantes também tenham sido vítimas da violência sexual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.