Menina de 3 anos morre após casa pegar fogo no interior de SP

Vela causou o incêndio em Garça; família não tinha dinheiro para pagar conta de luz

Sandro Villar, Especial para O Estado

01 de março de 2015 | 20h47

A menina Isabela Alves Estringuetti, de 3 anos, morreu queimada na madrugada deste domingo, 1º, após sua casa pegar fogo no bairro José Ribeiro, em Garça, no interior de São Paulo. Ela estava na residência com a mãe e mais três irmãos quando o incêndio começou. A mulher e os outros filhos escaparam ilesos. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma vela caiu em cima de algumas roupas, como vestidos de crianças e colchões. "A roupa, em grande volume, foi o combustível", explicou Anderson José da Silva, de 36 anos, cabo do Corpo de Bombeiros. De acordo com ele, uma das crianças pode ter derrubado a vela.

Sem dinheiro para pagar a conta de luz, a família passou a usar velas para iluminar a casa. "A residência não tinha energia elétrica, soubemos que a família passa por dificuldades financeiras", contou Silva.  

A mãe percebeu o incêndio e saiu correndo com os três filhos, deixando a garota dentro da casa. Ela não teve tempo de tirar a filha, que foi encontrada carbonizada debaixo dos escombros da moradia. 

Uma parte da casa era de madeira, o que facilitou a propagação do fogo. "A casa caiu e uma única parede ficou em pé. Derrubamos a parede porque havia risco", completou Silva. 

Tudo o que sabemos sobre:
São Pauloincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.