Menina de 14 anos é suspeita de matar o próprio filho

Adolescente apreendida nesta segunda-feira na região central de São Paulo afirma ter se 'irritado' com choro do bebê, que tinha 8 meses

William Cardoso, O Estado de S. Paulo

19 Março 2013 | 12h56

Uma adolescente de 14 anos foi apreendida nesta segunda-feira, 18, por ter provocado, segundo a polícia, a morte do próprio filho, um bebê de 8 meses, no domingo, em um prédio na Praça Júlio Prestes, na região central de São Paulo. O pai da criança é um ajudante geral, de 25 anos, que também é investigado.

Atendentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encontraram a o menino com marcas no queixo e nos olhos. Os pais alegaram que o bebê não sofria maus-tratos. Nesta segunda, porém, a mãe confirmou que agrediu a criança nos últimos três meses, por ser irritar com o choro, mas negou que a tenha matado.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou traumatismo crânio-encefálico como causa da morte. O caso é investigado pelo 77º DP (Santa Cecília).

Mais conteúdo sobre:
Bebê maus-tratos adolescente homicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.