Navesh Chitrakar/Reuters
Navesh Chitrakar/Reuters

Menina de 13 anos é raptada e estuprada por 4 horas em Iguape

Adolescente foi abordada em passarela; polícia investiga se o agressor é um maníaco que já atacou outras mulheres na cidade do litoral sul de São Paulo

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

08 Março 2017 | 12h26

SOROCABA - Uma adolescente de 13 anos foi raptada e estuprada durante quatro horas por um rapaz de 22 anos, na tarde de terça-feira, 7, em Iguape, no litoral sul do Estado de São Paulo. A vítima sofreu lesões e foi encaminhada ao Hospital Regional de Pariquera-Açu, na mesma região. O autor da violência foi preso horas depois, escondido na casa do padrasto. 

A polícia investiga se o agressor, Lucas Ferreira, de 22 anos, seria um maníaco que já atacou outras mulheres na cidade. 

De acordo com a Polícia Civil, a adolescente foi abordada em uma passarela de pedestres, em um local de pouco movimento. O agressor bateu a cabeça dela contra uma bicicleta e a arrastou pelos cabelos até um barraco.

"A menina foi ameaçada de morte o tempo todo, enquanto o criminoso praticava todo tipo de atrocidades com ela. A vítima estava muito ferida e aterrorizada", disse o delegado Carlos Eduardo Ceroni.

Segundo ele, embora a maioria das pessoas se conheçam na cidade, a garota não tinha qualquer relação com o agressor. Ele já registrava passagens na polícia por tráfico de drogas.

"Ele é frio, não demonstrou o menor arrependimento pelo que fez", disse o delegado.

Em razão da revolta que o crime causou na cidade, o acusado foi levado para uma cadeia da região. Além do estupro, ele responderá também por furto, pois pegou o dinheiro que a vítima levava no bolso. 

A garota passou por exames no Instituto Médico-Legal (IML), mas o laudo ainda não ficou pronto. Ela recebeu medicamentos e está sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.