Divulgação
Divulgação

Menina caiu de altura de 30 m em parque de SP, dizem testemunhas à PM

Tenente contou à rádio 'Estadão ESPN' que trava de brinquedo se abriu; Hopi Hari deve reabrir no sábado

Estadão.com.br, atualizado às 17h05

24 de fevereiro de 2012 | 16h35

SÃO PAULO - Segundo informações da Polícia Militar, testemunhas que estavam no parque de diversões Hopi Hari, em Vinhedo, disseram que a jovem Gabriela Yokuri Michelari, de 14 anos, caiu de uma altura de aproximadamente 30 metros. Ela morreu na manhã desta sexta-feira, 24, após o acidente.

Em entrevista à rádio 'Estadão ESPN', o tenente do 35.º Batalhão da Polícia Militar do interior de São Paulo, José Carlos Bispo Fernandes, contou que o público que estava próximo ao brinquedo viu a trava se abrir. "O brinquedo estava na metade do percurso, a cerca de 30 metros de altura, quando a trava de segurança se soltou, provocando a queda da vítima", afirmou.

Segundo a administração do parque, por volta das 10h20, a adolescente brincava no La Tour Eiffel quando caiu e sofreu um traumatismo craniano. Gabriela foi levada para o Hospital Paulo Sacramento, em Jundiaí, cidade vizinha a Vinhedo, mas chegou morta após também sofrer uma parada cardíaca.

De acordo com Fernandes, a direção do parque resolveu fechar por hoje para facilitar o trabalho de perícia e também para dar assistência aos familiares da vítima. O local deverá ser reaberto normalmente neste sábado, mas o brinquedo de onde ocorreu o acidente caiu deverá permanecer interditado até liberação da polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.