Menina baleada em Heliópolis está consciente e passa bem

Criança de 8 anos deve sair da UTI na próxima segunda; ela foi baleada durante perseguição a um motoqueiro

Priscila Trindade, Central de Notícias,

09 de julho de 2009 | 16h08

A menina de 8 anos baleada em uma ação policial na favela de Heliópolis, na zona sul da capital, permanece na UTI. Ela está consciente e respira sem ajuda de aparelhos, segundo informou nesta quinta-feira, 9, o Hospital Bosque da Saúde.

 

Por volta das 23h40 da noite desta quarta-feira, 8, a garota foi transferida do Hospital Heliópolis para a unidade particular. Tainá foi atingida por um disparo na porta de casa na noite da quarta-feira, 8. O incidente ocorreu após policiais militares entrarem na favela para perseguirem um motoqueiro que estava na Rua Alegria Popular.

 

De acordo com a PM, os agentes foram recebidos a tiros. Segundo o pai da menina, o projetista Genivaldo Antônio Alves, de 27 anos, a menina tinha ido à casa de uma vizinha buscar uma blusa. Segundo o Hospital Bosque da Saúde, Tainá deve sair da UTI até a próxima segunda.

Mais conteúdo sobre:
Heliópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.