Menina achada no lixo tem infecção e está em estado grave

Ângela (nome dado no hospital) está na UTI, com quadro de infecção generalizada e respira com aparelhos

Jones Rossi, do JT, e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 de outubro de 2007 | 10h31

A polícia ainda não tem pistas da mãe do bebê encontrado na terça-feira, 2, no estacionamento da Maternidade Municipal de Taboão da Serra (Grande São Paulo). Segundo o Hospital Geral do Pirajuçara, a prematura de sete meses, Ângela (nome dado pela equipe médica) está na UTI, com quadro de infecção generalizada e respira com ajuda de aparelhos.   O estado de saúde dela é grave e, embora a situação clínica seja considerada estável, médicos afirmam que ela corre risco de morte. Segundo a Secretaria de Segurança, está difícil achar a mulher que abandonou a bebê na lata do lixo que estava no estacionamento da maternidade. A menina foi encontrada pelo porteiro Benjamin Ferreira de Jesus, 71 anos, em um balde branco. Por causa dele, a garotinha também recebeu o sobrenome Jesus.   Benjamin não pôde ver a menina mas disse que gostaria de adotá-la se tivesse condições. Sua filha mais nova tem um ano e um mês de idade e, além disso, segundo ele, existem sete famílias interessadas em adotar o bebê. "Toda hora que falo nela eu me encho de lágrimas", disse.   O Tribunal de Justiça de São Paulo não informou o número de famílias interessadas em adotar Ângela, pois o processo corre em segredo de Justiça.   Rotina de abandono   De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, todos os dias, em média duas crianças são abandonadas na Capital. Achar os pais é complicado. "Precisamos de denúncias. Caso contrário, é como procurar agulha em um palheiro", afirma Leonardo Piglionico, delegado titular do caso. Quem tiver informações a respeito da mãe da recém-nascida pode ligar para (11) 4701-1205.   (Colaborou Fernanda Aranda, do JT)

Tudo o que sabemos sobre:
bebê abandonado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.