Membro do PCC é preso após tentar subornar PM na zona sul de SP

Criminoso foi abordado por policiais e, ao perceber que seria preso, tentou dar a polícia cerca de R$ 45 mil

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

14 de junho de 2011 | 03h17

SÃO PAULO - O homicida Roberto César de Oliveira, de 32 anos, procurado pela justiça e membro do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que age dentro e fora do sistema prisional paulista, foi detido, juntamente com um comparsa, no início da noite de segunda-feira, 13, na zona sul de São Paulo, após ser abordado por policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) e oferecer arma e dinheiro aos PMs em troca da liberdade.

 

Ocupando um Meriva branco, com duas crianças, supostamente seus filhos, o bandido foi abordado na avenida Santa Catarina, próximo à Favela Alba, região do Jabaquara. Mesmo mostrando uma identidade falsa, o criminoso percebeu que acabaria preso e pediu aos policiais que fossem com ele até a casa da avó das crianças, onde elas ficariam, e de lá seguissem para a casa dele, no bairro vizinho, de Cidade Ademar, pois entregaria aos policiais arma e dinheiro, cerca de R$ 45 mil.

 

Fingindo aceitar o suborno, ao chegarem na casa do criminoso, os policiais já receberam das mãos dele R$ 1.800,00 e uma pistola 9mm, de uso exclusivo das Forças Armadas. Oliveira então ligou para o comparsa e pediu R$ 45 mil. O colega de Oliveira, minutos depois, chegou em uma moto trazendo R$ 45.624,00. A dupla acabou detida em flagrante e foi encaminhada à sede do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.