Melhora trânsito na Imigrantes; lentidão na Régis e Castelo

Afunilamento na pista da Régis Bittencourt causa lentidão de 30 km; Castelo devagar na saída de São Paulo

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

21 Fevereiro 2009 | 12h04

Quem deixou para viajar no fim da manhã deste sábado de carnaval, 21, encontrou tráfego intenso nas principais rodovias que ligam São Paulo ao litoral e ao interior do Estado. Vários trechos das rodovias estavam com paradas devido ao excesso de veículos. Na Rodovia dos Imigrantes, o tráfego é normal no trecho de planalto, que apresentou lentidão durante boa parte da manhã. Por volta do meio-dia, os dois únicos pontos de lentidão estão localizados entre os quilômetros 40 e 43 e entre os 47 e 54, na região dos túneis da pista sul, já na serra.   Veja também: Motorista deve ter atenção em 7 rodovias federais Trânsito nas rodovias da Dersa e do DER  Trânsito na Anchieta e Imigrantes  Trânsito na Dutra  Trânsito na Anhangüera e Bandeirantes   Trânsito na Castelo Branco e Raposo Tavares    Na Régis Bittencourt, o congestionamento chegava a 30 quilômetros, começando na altura do km 333, onde uma faixa de rolamento cedeu na última quarta-feira, 18, atrapalhando o fluxo de veículos. Além do incidente, a pista afunila nesta região, com os veículos trafegando apenas em pista simples.   O excesso de veículos deixava lento o trecho entre os quilômetros 13 e 16, na saída da Marginal do Tietê até a região de Alphaville, da Rodovia Castelo Branco. A pista marginal também apresentava lentidão entre os quilômetros 20 e 24.    Já na Rodovia dos Bandeirantes, ligação da capital ao interior, a concessionária AutoBan registrava um quilômetro de trânsito parado na praça do pedágio de Campo Limpo, no km 39. O tráfego seguia lento entre os quilômetros 47 e 52, na região de Jundiaí.   Dentro da cidade de São Paulo, a lentidão chega a 19 km, de acordo com a CET, maior que a registrada no meio e no início da manhã. Os principais trechos prejudicados ficam nas marginais Tietê e Pinheiros, e a tendência é de aumento dos quilômetros de lentidão, principalmente na zona sul da cidade.     Na Fernão Dias, dois trechos estavam com pontos congestionados no sentido Minas Gerais. Um deles ainda em São Paulo, entre os quilômetros 72 e 80. Em Mairiporã, a lentidão estava concentrada entre os quilômetros 60 e 55. A Via Dutra registrava lentidão quatro quilômetros na saída da capital. Na região de Guararema, a lentidão chegava a 10 quilômetros.   O tempo de travessia das balsas, no litoral sul e norte de são Paulo, era considerado normal, segundo o Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa). Na passagem Santos-Guarujá, as seis balsas operavam com o tempo de travessia em 15 minutos, nos dois lados. Em Ilhabela-São Sebastião, o motorista esperava 20 minutos para realizar a travessia, para os dois lados, operada por quatro balsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.