ARQUIVO PESSOAL
ARQUIVO PESSOAL

Melhora estado da mãe do menino que morreu picado por escorpião

Ela e o pai da criança teriam tomado veneno ao saber da morte do filho no interior de São Paulo; homem foi enterrado com o garoto

Rene Moreira, Especial para O Estado

10 Novembro 2015 | 18h15

Uma semana após tomar veneno, Natália Fernandes Balieiro, de 29 anos, já respira sem a ajuda de aparelhos. Ela segue internada em estado grave no Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), mas seu quadro evoluiu de forma positiva nesta terça-feira, 10, segundo os médicos.

Natália está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde que teria tentado se matar após seu filho morrer picado por um escorpião. José Lucas Sanches, de 4 anos, morreu na noite de segunda-feira, 2, em Ibirá (SP), na fazenda onde a família morava.

No dia seguinte, a mulher e o marido dela, Lucas Sanches da Silva, de 40 anos, teriam ingerido o veneno ainda não identificado. Silva morreu em seguida e Natália foi internada. Apesar da melhora, o estado de saúde da mulher ainda é considerado muito delicado pelo hospital.

O caso envolvendo a família teve grande repercussão e é objeto de inquérito da Polícia Civil, que aguarda os resultados de exames que apontarão a substância ingerida pelo casal.

 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.