Medidas de segurança devem valer em 30 dias

A direção do Hopi Hari terá de cumprir, no período de 30 dias a um ano, medidas de segurança para atender às exigências do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público (MP). Em um mês, o parque terá de contratar consultoria para atestar a qualidade, segurança e riscos e, em um ano, ganhará Certificado de Qualidade de Gestão. "(Será) um tipo de ISO", disse a promotora Ana Beatriz Sampaio Silva Vieira. Em 60 dias, o Hopi Hari terá de ter realizado as adequações exigidas pelo Centro de Apoio Operacional à Execução do MP nas 13 atrações vistoriadas. "O parque vai reabrir porque sabemos que existe segurança e que as melhorias serão feitas." / ROSE MARY DE SOUZA, ESPECIAL PARA O ESTADO

O Estado de S.Paulo

24 Março 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.