Médico é preso furtando e utilizando medicamentos dentro da Santa Casa

Vestindo jaleco de outro hospital, ortopedista injetava na veia uma das substências por ele furtadas

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

16 Dezembro 2011 | 03h50

SÃO PAULO -  O médico ortopedista e traumatologista Luciano Oderich Moutinho, de 40 anos, foi preso, no início da noite de quinta-feira, furtando medicamentos e injetando um deles na veia, dentro da Santa Casa, na região central de São Paulo.

 

Vestindo um jaleco branco, segundo a polícia, supostamente furtado do Hospital Carlos Chagas, de Guarulhos, na Grande São Paulo, o médico, nascido em São Sebastião do Caí (RS) e atualmente desempregado, com registro número 14107, de 2001, no Conselho Regional de Medicina (CRM), de Blumenau (SC), era observado por uma enfermeira no momento em que tomava posse de alguns medicamentos dentro do hospital.

 

A enfermeira então seguiu o suspeito, que entrou numa sala. Um segurança foi acionado pela funcionária e ambos flagraram Moutinho no momento em que ele injetava um dos medicamentos na veia. Com o ortopedista, os policiais apreenderam vários medicamentos, escondidos nos bolsos do jaleco, um estetoscópio, seringas e um segundo registro, de 2007, com a mesma foto, de acordo com os policiais, possivelmente falso ou furtado de outro médico.

 

Encaminhado pela Polícia Militar para a central de flagrantes do 8º Distrito Policial, do Brás/Belém, zona leste da cidade, o médico foi autuado por furto e transferido para a carceragem do 40º Distrito Policial, da Vila Santa Maria, zona norte da capital, onde vai espera por transferência para um Centro de Detenção Provisória (CDP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.