Médico é encontrado morto em apartamento na Vila Buarque

Segundo a polícia, cirurgião-geral de 30 anos foi vítima de estrangulamento e crime teria ocorrido há dois dias

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

17 Janeiro 2009 | 03h54

O médico Daniel Miranda, 30 anos, foi encontrado morto, no início da noite de sexta-feira, 16, no interior de seu apartamento, no segundo andar de um condomínio localizado na Rua Marquês de Itu, na Vila Buarque, região central da cidade de São Paulo. O médico, cirurgião-geral da Santa Casa de Misericórdia de Santo Amaro, na zona sul da cidade, era solteiro e morava sozinho. Segundo a polícia, Miranda foi encontrado caído no chão da sala, vítima aparentemente de estrangulamento. O crime, de acordo com a perícia feita no local, teria ocorrido há pelo menos dois dias. Um odor forte exalava do imóvel. Incomodados, os vizinhos tentaram chamar pelo morador e, não obtendo resposta, acionaram a polícia. O apartamento estava trancado e os cômodos, revirados. Ainda não se sabe se algum objeto de valor ou dinheiro foram levados da vítima. Parentes foram contactados e ainda não se sabe quem esteve com o médico no local do crime há dois dias. Nenhum dos familiares da vítima chegou a afirmar para a polícia que o médico tinham algum inimigo ou vinha sofrendo algum tipo de ameaça. O caso foi registrado no 77º Distrito Policial, de Santa Cecília, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Mais conteúdo sobre:
São Pauloassassinatomédico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.