Médico capixaba desaparece após deixar hotel na Paulista

Oncologista renomado no ES fez último contato com a família na sexta à noite; última compra no cartão foi a passagem de volta

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

02 Dezembro 2014 | 23h13

SÃO PAULO - O médico capixaba Roberto Gomes, de 67 anos, desapareceu na sexta-feira em São Paulo e, até a noite desta terça-feira, 2, a polícia tentava reconstituir seus passos para encontrá-lo. Gomes, que é um oncologista renomado no Espírito Santo, chegou à capital paulista na quarta-feira para divulgar, no dia seguinte, a segunda edição do livro Prevenção do Câncer, do qual é coautor. O evento ocorreu na Assembleia Legislativa.

Na sexta-feira à noite, o médico fez o último contato com a família e afirmou que voltaria para casa no sábado pela manhã. Imagens de câmeras de segurança obtidas pela polícia no hotel em que Gomes se hospedou, na Avenida Paulista, o mostram saindo do hotel na manhã de sábado com uma sacola na mão, depois de deixar as malas na recepção para, aparentemente, voltar para buscá-las quando tivesse de ir ao aeroporto. Ele não voltou mais ao hotel.

Sua última compra pelo cartão de crédito, efetuada ainda na sexta-feira, foi a passagem de volta. Ele não confirmou o embarque. A polícia ficou sabendo do desaparecimento pelo filho do oncologista, Leonardo, que viajou do Espírito Santo a São Paulo anteontem para tentar auxiliar nas buscas.

Mais conteúdo sobre:
São PauloAvenida Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.