Mecânico mata ex-mulher ao não conseguir reatar união

Casal estava separado havia 30 dias; cunhado da vítima foi atingido de raspão na cabeça

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

24 de julho de 2008 | 05h14

A dona de casa Marly Guimarães de Souza, de 52 anos, foi morta com vários tiros, às 22 horas de quarta-feira, 23, no Jardim Rochdale, zona norte de Osasco, na Grande São Paulo, pelo ex-marido, o mecânico José Carlos dos Santos, 43 anos. O casal estava separado havia 30 dias. Armado e inconformado com o fim de uma união de 4 anos, o mecânico foi até a casa de Marly, e, após ouvir mais um "não" da ex-mulher, disparou várias vezes contra ela. Mesmo levada para o pronto-socorro, a vítima não resistiu. O cunhado de Marly, que mora nos fundos da casa, ouviu os disparos e, ao aparecer, foi baleado de raspão na cabeça pelo assassino, que segue foragido. O caso foi registrado no 10º Distrito Policial de Osasco, no Jardim Helena Maria.

Tudo o que sabemos sobre:
Osascoassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.