Mau tempo faz Congonhas operar por instrumentos

Aeroporto de São Paulo tece problemas neste domingo; País tem 20% dos vôos com atrasos

Elvis Pereira, do estadao.com.br, com Agência Estado,

14 de outubro de 2007 | 13h24

O Aeroporto Internacional de Congonhas, situado na zona sul da capital paulista, opera por instrumentos desde às 6 horas deste domingo, 12, em razão do mau tempo na região. Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a medida não alterou as operações no terminal. Até o meio-dia, apenas dois dos 54 vôos programados atrasaram mais de uma hora - 3,7% do total. Outros quatro vôos foram cancelados (7,4%). O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, que funcionava sem restrições, acumulava o maior número de atrasos do País. Entre zero hora e meio-dia deste domingo, 12, de 125 vôos, 19 partiram fora do horário previsto (15,2%) e três foram suspensos (2,4%). Em todo o País, incluindo os dados dos aeroportos acima, a Infraero contabilizou 89 atrasos em 650 vôos, o que corresponde a 13,7%, além de 37 cancelamentos (5,7%).  No Rio, das 72 partidas programadas no aeroporto de Galeão, oito sofriam atrasos superiores a uma hora e quatro foram canceladas até o meio-dia. No aeroporto Santos Dumont, dos oito vôos programados, apenas um foi cancelado. Das 45 decolagens programadas no aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, seis vôos estavam atrasados, mas não houve cancelamentos no período. No Aeroporto Tancredo Neves, em Belo Horizonte, das 21 decolagens programadas, seis tinham atrasos e uma foi cancelada. Nos principais aeroportos do Sul, o movimento também era tranqüilo na manhã deste domingo. No aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, dos 25 vôos programados, três sofreram atrasos e três foram cancelados. No aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, das 21 partidas programadas, três atrasaram e duas foram canceladas. O movimento também está normal nos principais aeroportos no Norte e do Nordeste. No aeroporto de Manaus, das 28 partidas programadas, apenas duas sofreram atrasos. Em Salvador, dos 31 vôos programados, um teve atraso superior a uma hora e um foi cancelado. Entre os aeroportos com mais de 20 vôos programados nesta manhã, o aeroporto de Fortaleza foi o que registrou o maior índice de atrasos, e o de Recife, o que registrou o maior porcentual de cancelamentos. Dos 32 vôos previstos em Fortaleza, 11 atrasaram (34,4%) e dois foram cancelados (6,3%). No aeroporto do Recife, das 34 decolagens programadas, cinco atrasaram (14,7%) e nove foram canceladas (26,5%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.