Masp recebe o dobro de visitas do dia de reabertura

Neste domingo será divulgado o balanço oficial da visitação no fim de semana

Felipe Werneck, de O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2008 | 19h06

Cerca de duas mil pessoas foram ontem ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), segundo estimativa divulgada pela direção. É o dobro do público registrado na reabertura, sexta-feira, que ficou abaixo da média diária de visitação do ano passado (1,6 mil). "Está tudo ótimo, tá todo mundo feliz. Até o (presidente) Júlio Neves", disse o assessor de imprensa do Masp, Paulo Alves.   Sob forte esquema de segurança, o museu reabriu ao público na sexta-feira,  após o roubo - e restituição - das obras "O Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso, e "O Lavrador de Café", de Candido Portinari. Durante toda a manhã, o alarme disparou e os cinco funcionários responsáveis pela orientação do publico tiveram dificuldade de impedir as pessoas de fotografar as telas que voltaram à exposição.   Cento e trinta e duas pessoas aguardavam na fila na manhã desta sexta-feira, 11, para a reabertura do museu, fechado por 21 dias.   A segurança relaxada não se repetiu neste sábado. Pela manhã, funcionários recolheram câmeras fotográficas de visitantes na entrada do museu. Um dia antes, o público fotografou à vontade.   Neste domingo será divulgado o balanço oficial da visitação no fim de semana.

Tudo o que sabemos sobre:
Masp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.