Marquês de São Vicente ganhará Ibis em 2015

Complexo foi aprovado pela Comissão Técnica de Legislação Urbanística, mas ainda precisa ter o aval da Companhia de Engenharia de Tráfego

O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2012 | 03h07

O primeiro hotel a ser inaugurado na região da Barra Funda deve ficar pronto em 2015. Ele será erguido na Avenida Marquês de São Vicente, como parte de um megacomplexo planejado pela Odebrecht Realizações Imobiliárias. Com aprovação preliminar da Prefeitura, o projeto prevê a construção de uma torre de 168 apartamentos e outra multiuso, com 308 quartos de hotel, 460 salas comerciais e um street mall com 20 lojas. O empreendimento deve ter mais de mil vagas de garagem.

O complexo foi aprovado pela Comissão Técnica de Legislação Urbanística, mas ainda precisa do aval da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que vai determinar qual é a compensação viária que deverá ser feita, e pela Secretaria de Habitação. A expectativa da Odebrecht é de que o lançamento seja feito nos próximos meses. A torre residencial, que já foi lançada, está com 99% das unidades vendidas.

Esse deverá ser o primeiro hotel a ser inaugurado na região da Barra Funda. O mais próximo - o Ibis, do lado da Ponte da Casa Verde - fica a cerca de 2 km dali e tem grandes taxas de ocupação, pois fica perto do Anhembi, da Marginal do Tietê e do centro de São Paulo. A bandeira do hotel na Marquês de São Vicente também será Ibis. "É um hotel de classe média, três-estrelas. Terá talvez um componente de business, mas não é de luxo", diz Paulo Aridan, diretor da Odebrecht.

O empreendimento terá de pagar R$ 14,3 milhões para o fundo da Operação Urbana Água Branca. Esse é um dos maiores valores pagos nessa região e será usado para obras de infraestrutura que amenizem o impacto do adensamento previsto. / DIEGO ZANCHETTA e RODRIGO BURGARELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.