Marcos Santos/USP Imagens
Marcos Santos/USP Imagens

Marido que tentou atropelar mulher deve ficar a pelo menos 100 metros de vítima

Preso na madrugada deste sábado, autônomo de 53 anos saiu em liberdade provisória e vai responder processo por lesão corporal e violência doméstica

O Estado de S. Paulo, O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2019 | 14h36

O profissional autônomo José Marcondes Alves de Oliveira, de 53 anos, que agrediu a mulher dele e tentou atropelá-la, saiu em liberdade provisória após audiência de custódia, realizada no Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Durante o desenrolar do processo, Oliveira terá de se manter pelo menos 100 metros distante da vítima.

Oliveira foi preso em flagrante, à 1h20 da madrugada deste sábado, após agressões praticadas contra a mulher em um posto de combustível, na Vila Maria, zona norte de São Paulo, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP).

A vítima, que teve a identidade preservada pela SSP-SP, fez uma representação formal contra o marido. Oliveira ficou preso no 73º Distrito Policial de São Paulo, no Jaçanã, bairro na zona norte. Uma fiança de R$ 3 mil foi arbitrada para que o suspeito deixasse a delegacia em liberdade, a qual não foi apresentada.

O suspeito, que vai responder por lesão corporal e violência doméstica, segue à disposição da Justiça e terá de comparecer em juízo sempre que intimado.

Mais conteúdo sobre:
Vila Maria [RS]Maria da Penha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.