Marido de grávida morta em acidente já havia perdido 1ª mulher e filha no trânsito

O representante comercial Carlos Alberto Aparecido de Souza Dias Fiore, de 29 anos, acusado de dirigir bêbado e causar a morte em um acidente da comerciante grávida, Lilian dos Santos, de 30 anos, e do bebê dela será transferido hoje ao Centro de Detenção Provisória 2 de Guarulhos. Lilian tinha passado o réveillon com parentes e voltava para casa quando seu Fiat Idea foi atingido pelo Peugeot 207 de Fiore, no Jardim da Saúde, na zona sul.

O Estado de S.Paulo

03 de janeiro de 2012 | 03h01

A primeira mulher do viúvo de Lilian, Landerson Rodriguez, também morreu com a filha em um acidente há cerca de dez anos.

Fiore foi preso em flagrante por embriaguez ao volante, homicídio doloso e lesão corporal. Em 2010, ele já havia sido detido por dirigir bêbado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.