Marginal do Tietê registra 127 multas por dia na faixa exclusiva

Número é maior do que a média (117) anotada pela CET no ano passado nas demais pistas para ônibus da cidade

Caio do Valle, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2013 | 02h06

Os motoristas de São Paulo estão tomando mais multas por desrespeito à faixa exclusiva de ônibus da Marginal do Tietê do que levavam em outras faixas da cidade no ano passado. Dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostram que, em 2012, eram aplicadas por dia, em média, 117 multas por esse tipo de infração. Já na Marginal, desde 24 de junho, quando começou a valer a fiscalização na via, houve 127 infrações diariamente.

A explicação pode ter dois motivos: menos respeito dos condutores ao transporte coletivo na maior via expressa da capital ou um acréscimo no rigor da fiscalização da Prefeitura especificamente neste local.

De qualquer forma, a quantidade proporcional de multas na via ao lado do Tietê é 8,5% maior do que no restante da cidade. A Marginal, que tem 23 km de comprimento em cada sentido, recebeu faixas só para ônibus - em horários específicos dos dias úteis - em 12,7 km.

Até anteontem, 2.798 multas foram aplicadas para carros, motos e caminhões que desobedeceram à regra. No ano passado, nas demais faixas exclusivas à direita que existiam na cidade, a CET marcou 42.770 multas.

Se essa quantidade for dividida pelo total de faixas para ônibus criadas até então - 122 km - chega-se à média de 350 infrações por quilômetro. Trata-se de um patamar mais elevado do que as 210 por quilômetro registradas na Marginal.

Infração leve. A multa para quem desrespeita a faixa é leve e custa R$ 53,20, além da marcação de três pontos na carteira de habilitação. Esse tipo de dispositivo, mais barato e rápido de ser instalado do que os corredores de ônibus tradicionais, está se tornando a principal bandeira do primeiro ano da gestão Fernando Haddad (PT) na área de transportes. De janeiro até agora, o governo petista já criou 83,5 km de faixas exclusivas de ônibus - a capital paulista tem 205,6 km de vias assim. Até o fim do ano, mais 136,5 km deverão ser instalados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.