Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Marginal do Pinheiros concentra pontos de congestionamento

Trânsito também está bastante carregado na Avenida dos Bandeirantes e na Avenida Radial Leste

Solange Spigliatti, estadao.com.br

07 de abril de 2008 | 09h45

No mesmo dia em que uma pesquisa do Instituto Datafolha mostra 56% dos paulistanos são favoráveis à ampliação do rodízio, com o intuito de reduzir o trânsito na cidade, os motoristas encontravam na Marginal do Pinheiros os piores trechos de congestionamentos registrados por volta das 9 horas desta segunda-feira, 7, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).   VEJA TAMBÉM O tráfego agora   As rotas alterantivas para fugir do congestionamento Prefeitura amplia restrição a caminhões no Centro Expandido As obras e propostas de estacionamento da Prefeitura e opine    No sentido Interlagos, a lentidão estava na pista expressa, entre as Pontes da Cidade Universitária e Castelo Branco, somando quase seis quilômetros de trânsito parado. No outro sentido, em direção à Castelo Branco, a lentidão era de um pouco mais de cinco quilômetros, no trecho localizado entre as Pontes Cidade Jardim e Américo Brasiliense. Segundo a CET, às 9h30 foram registrados 90 quilômetros de trânsito carregado em toda a cidade.   Trechos congestionados   - Marginal do Pinheiros, no sentido Interlagos, na pista expressa entre as pontes Cidade Universitária até Castelo Branco, com 5.600 metros; - Avenida dos Bandeirantes, sentido Marginal, entre os viadutos Santo Amaro e Aliomar Baleeiro, com 5.150 metros; - Marginal Pinheiros, sentido Castelo, entre as pontes Cidade Jardim até Américo Brasiliense, com 5.140 metros; - Radial Leste, sentido Centro, entre a rua Wandenkolk até viaduto Pires do Rio, com 4.700 metros.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitorodíziocongestionamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.