Marginais ganharão mais 91 radares

49 terão leitores automáticos de placas; fiscalização ainda será facilitada com equipamentos que fazem rastreamento online de veículos

EDUARDO REINA, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2010 | 00h00

Em dois anos, as Marginais do Tietê e do Pinheiros terão mais 91 radares e 20 pontos de câmeras de vídeo ao longo de todo o percurso, que permitirão fiscalização total e online. Serão 16 pontos de alta vigilância na Marginal do Tietê e outros 4 na Pinheiros.

Haverá câmeras móveis conectadas a uma central de operação que farão o monitoramento do trânsito em tempo real e fornecerão parâmetros de fluidez de tráfego e identificação de incidentes. Assim, serviços de guinchos e/ou mecânicos poderão ser acionados com rapidez para desobstruir a via. A central de operação do sistema de sinalização e controle de tráfego das duas Marginais ficará numa base da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na região central da capital.

Ao longo de toda a extensão das vias está prevista a instalação de 91 estações de coleta de dados e detecção automática de incidentes. São 72 na Tietê e 19 na Pinheiros. Esses subsistemas vão alimentar a central de operação com dados que poderão ajudar a orientar o trânsito local. Os equipamentos também funcionarão com radares com capacidade de leitura de placas (LAP) e de velocidade em 49 pontos de monitoramento - em outros 42, haverá radar sem o leitor de placas. Os LAPs ainda serão capazes de fazer o rastreamento dos veículos.

Os detectores de incidentes vão mostrar alertas de veículos parados dentro e fora das faixas de rolamento, de congestionamento, de possíveis veículos na contramão, de presença de pedestres e até de animais na pista, além de informar sobre a ação de chuva, neblina e fumaça.

Em caso de acidentes ou incidentes e até mesmo quando houver engarrafamentos ou estrangulamento de tráfego em alguns pontos, os motoristas deverão ser avisados por meio de painéis eletrônicos - que vão mostrar mensagens de orientação. A previsão é de instalar mais 34 desses painéis, sendo 29 na Marginal do Tietê e outros 5, na Pinheiros.

Caminhões. Também haverá 49 pontos de detecção de altura de caminhões. Esses veículos pesados não poderão exceder a 4,40 metros de altura, conforme a Resolução 210 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Esses subsistemas de fiscalização estarão estrategicamente localizados em 21 pontos na Marginal do Pinheiros e em 28 pontos na Tietê e deverão ajudar na proteção de pontes e viadutos, de forma a evitar que veículos pesados fiquem entalados.

Tribunal de Contas. A licitação para implementar o sistema de sinalização e controle de tráfego nas Marginais do Tietê e do Pinheiros chegou a ser questionada por empresas interessadas no fornecimento. A Splice Indústria, Comércio e Serviços Ltda denunciou possíveis irregularidades na disputa e pediu o cancelamento da concorrência. Mas o Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou o arquivamento do pedido e manteve a concorrência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.