Marcha da Maconha acaba em confusão

Pacífica até as 19 horas, a Marcha da Maconha, realizada na orla de Ipanema, no Rio, acabou em confusão e correria. Balas de borracha foram disparadas contra os manifestantes, que acusam policiais militares. Houve também explosão de bombas gás lacrimogêneo. Até as 21 horas não havia informações sobre feridos.

O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2012 | 03h01

O conflito começou quando manifestantes reclamaram do bloqueio pela PM de um carro de som que participava da passeata. Os PMs disseram ter sido xingados e agredidos. Uma garrafa de vidro teria sido atirada contra eles. Havia 10 mil pessoas na manifestação, de acordo com os organizadores - 2 mil, diz a PM. Marchas semelhantes ocorreram no Chile, na Colômbia e no Uruguai. / SERGIO TORRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.