Mar Sem Fim é rebocado e vai seguir para o Chile

Cinco dias após ter vindo à tona, o barco Mar Sem Fim, que naufragou na Antártida em abril, foi rebocado ontem para perto da costa e já passa por reparos que permitirão o transporte ao destino final, o Chile. A embarcação repousava havia dez meses na Baía de Fields, perto da Ilha Rei George, após sucumbir a tempestade com ventos de até 150 km/h.

VITOR HUGO BRANDALISE, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2013 | 02h05

"O barco está em segurança, abrigado a 15 metros da praia, e praticamente já não há mais riscos", disse o jornalista João Lara Mesquita, de 56 anos, ex-diretor da Rádio Eldorado, que tripulava o barco com outras três pessoas para gravar um documentário. "Esperaremos as melhores condições climáticas possíveis para levá-lo em segurança a Punta Arenas, no Chile, e colocar um ponto final nesta história."

Reparos. A expectativa agora é de que o rebocador chegue à baía em uma semana, quando os reparos já estarão terminados. O fato de não haver vazamento de óleo também foi comemorado.

"A sensação é de alívio, pois o risco de poluição, nossa maior preocupação, já não existe", afirmou Mesquita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.