Manutenção atrasa e para linha por 5 horas

Trens da Linha 7-Rubi (Francisco Morato-Luz) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) ficaram cinco horas sem funcionar na manhã de ontem entre as Estações Perus e Barra Funda. A operação, que deveria começar às 4 horas, teve início só às 9 horas. O motivo foi um atraso nas obras de modernização, que já haviam fechado parte do ramal anteontem.

O Estado de S.Paulo

20 Novembro 2012 | 02h03

A CPTM colocou à disposição ônibus do Plano de Atendimento às Empresas em Situação de Emergência (Paese) para atender os passageiros, o que não evitou a formação de longas filas e superlotação nas estações.

Passageiros que vinham da Grande São Paulo e da zona norte da capital tinham de descer dos trens em Perus e aguardar os coletivos para seguir viagem. No sentido oposto, a viagem teve de ser feita de ônibus até Perus, para só então o passageiro embarcar no trem. Também foi disponibilizada uma linha para levar passageiros até a Estação Domingos de Morais, da Linha 8-Diamante, na zona oeste, para conectar os usuários à Linha 9-Esmeralda e ao Metrô, pela Linha 4-Amarela, ou seguir até a Estação da Luz.

A companhia não deu detalhes sobre o motivo do atraso na retomada da operação. A obra que havia sido executada no domingo foi a substituição de componentes do sistema de alimentação elétrica dos trens entre as Estações Caieiras e Perus. Como vem ocorrendo desde o começo do ano, a paralisação da linha já estava programada e havia sido informada aos usuários - mas a expectativa era de que o serviço terminasse até as 4 horas de ontem. O serviço havia começado na quinta-feira passada.

Panes elétricas, relacionadas aos aparelhos que estavam sendo substituídos, são as principais causas de falhas da CPTM. Só neste ano, foram 35 ocorrências em que foi preciso usar ônibus para socorrer passageiros que não conseguiam usar a rede ferroviária.

A CPTM também não confirmou quantos ônibus foram usados no socorro de ontem nem quantas pessoas foram transportadas pelos ônibus, colocados em circulação por empresas contratadas pela SPTrans, da Prefeitura. Por dia, a Linha 7-Rubi transporta cerca de meio milhão de pessoas, que vêm principalmente de Jundiaí, Francisco Morato e Franco da Rocha para a capital, mas a expectativa da companhia era de que, por causa do feriado prolongado, o volume de passageiros ontem seria menor. / B.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.