Manobrista cria galinhas ao lado de avenida

No caminho

, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2011 | 00h00

ANTES, ARY CRIAVA AVES EM QUINTAL. AGORA, 24 DELAS OCUPAM TERRENO NA ZONA NORTE

Espremida entre um apinhado estacionamento e uma nova e gigantesca concessionária - cujas obras estão em conclusão -, fica a granja de José Edmilson da Silva, de 49 anos, conhecido como Ary.

São 24 galinhas e galos em um terreno triangular na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, na zona norte da cidade.

Faz um ano que Ary montou o galinheiro ali. Antes, criava os bichos no quintal da casa de um amigo. As aves recebem ração de milho duas vezes por dia e chocam os ovos em um ninho improvisado - a estrutura de uma velha caixa de som.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.