Manifestantes voltam a bloquear a Marginal do Tietê

Protesto é contra a morte de um adolescente em um acidente de trânsito.

O Estado de S. Paulo

22 de janeiro de 2014 | 22h07

Manifestantes voltaram a fechar a Marginal do Tietê por volta das 22h desta quarta-feira, 22. Na terça, a marginal foi bloqueada duas vezes, de manhã e à noite. Nos três casos, o protesto é contra a morte de um adolescente em um acidente de trânsito.

Os manifestantes colocaram fogo em pneus entre as pontes do Limão e Julio de Mesquita Neto, sentido Rodovia Castelo Branco. Os carros tinham de andar na contramão para evitar o bloqueio. Segundo a Polícia Militar, com a chegada das viaturas os manifestantes fugiram.

Entenda. Elivelton Bento da Silva, de 16 anos, morreu na madrugada de segunda-feira. Ele estava dirigindo uma moto na Marginal, na altura da ponte do Limão, quando bateu em um poste. "Temos testemunhas de que foi a polícia que fechou a moto dele, tentando abordá-lo", disse um dos manifestantes, que não quis ser identificado.

O irmão da vítima foi mais contido. "Não sabemos como ele morreu. Só que deu entrada no IML como indigente. O protesto é para esclarecer o que houve."

Mais conteúdo sobre:
Protestomanifestaçãopolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.