Daniel Teixeira/ AE
Daniel Teixeira/ AE

Manifestantes tentam invadir o hospital Sírio-Libanês

Seguranças impediram a entrada; protesto teve enterro simbólico de Sarney

O Estado de S. Paulo

08 de agosto de 2013 | 20h58

Manifestantes tentaram invadir o hospital Sírio-Libanês, no centro de São Paulo, na noite desta quinta-feira. O protesto, intitulado "Grande Ato da Saúde", saiu da avenida Paulista e foi até a rua Dona Adma Jafet, onde fica o hospital. Alguns participantes tentaram entrar no estabelecimento e a segurança do local agiu para impedir a invasão.

Os manifestantes fizeram um enterro simbólico do senador José Sarney, que está internado no Sírio-Libanês. Em nota, o hospital disse que o protesto prejudicou pacientes, familiares e acompanhantes e ressaltou que "esses pacientes não podem ser prejudicados ou incomodados da maneira como ocorreu nesta noite, sob pena de comprometer a legitimidade de qualquer ato, por mais bem intencionado que ele seja.". Após o confronto, o ato retornou para a Paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestoSarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.