Manifestantes montam acampamento na Praça da República

Sete barracas foram armadas no local que é o ponto de concentração do protesto marcado para as 17h deste sábado

Laura Maia de Castro, O Estado de S. Paulo

22 Fevereiro 2014 | 00h19

SÃO PAULO - Sete barracas estavam montadas em frente da Secretaria Estadual da Educação, na Praça da República, no centro de Sao Paulo na noite desta sexta-feira, 21. O local é o ponto de concentração da manifestação de sábado marcada para as 17h.

Cerca de 40 pessoas ligadas a coletivos, como o Sem Direitos Não vai ter Copa, pretendiam pernoitar na praça. O grupo tocava violão, distribuía cartazes escritos "Sem educação não vai ter Copa" e preparava a faixa do protesto de sábado.

Eles acreditavam que cerca de 6 mil pessoas participassem do ato. Questionado sobre o 'pelotão ninja' da PM, grupo que foi treinado para acompanhar os protestos, um manifestante que preferiu não se identificar disse que é uma forma de intimidar da polícia. "É mais uma tentativa da PM de afastar, espantar as pessoas da manifestação."

Como no local acontece uma feira de artesanato aos sábados e domingos, o grupo tenta negociar com o administrador da feira para que eles possam pernoitar no local. Duas viaturas da Guarda Civil Municipal (GCM) e uma base móvel estavam no local, mas o clima era de tranquilidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.