Manifestantes desocupam a Câmara de Porto Alegre após fotos de nudismo

Grupo deixou a casa após oito dias; fotos ganharam as redes sociais e assessoria jurídica do Legislativo municipal diz que vai estudar providências

O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2013 | 02h02

Manifestantes deixaram a Câmara Municipal de Porto Alegre na quinta-feira, 18, após oito dias de ocupação, cumprindo acordo firmado com Legislativo, o Ministério Público e Judiciário. Durante o protesto, que pedia passe livre no transporte público para estudantes e desempregados, fotos de manifestantes nus diante da galeria de ex-presidentes da Casa foram colocadas nas redes sociais e quadros de vereadores acabaram postos de cabeça para baixo. Ainda na quinta, as imagens de nus foram retiradas da internet.

A presidência da Câmara considerou as cenas "um desrespeito à instituição, que é a casa do povo" e a assessoria jurídica vai verificar quais as medidas a serem tomadas.

Mais conteúdo sobre:
nudismoporto alegrecâmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.