'Maníaco da Cantareira' é condenado a 57 anos pela morte de 2 irmãos, em 2007

Ademir Oliveira Rosário, conhecido como o "maníaco da Cantareira", foi condenado a 57 anos de prisão, ontem, pelos assassinatos e estupros de dois adolescentes na zona norte de São Paulo. A polícia ainda suspeita de sua atuação em outros 19 casos envolvendo garotos. O crime julgado ontem aconteceu em setembro de 2007, quando os corpos dos irmãos Josenildo José de Oliveira e Francisco Ferreira de Oliveira Neto, de 14 e 15 anos, respectivamente, foram encontrados na mata da Serra da Cantareira. O advogado do acusado ainda deverá recorrer da decisão. Rosário já esteve no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Franco da Rocha, onde seu quadro foi avaliado como "perigoso".

O Estado de S.Paulo

14 Março 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.