Reprodução
Reprodução

MAM e Pinacoteca agora têm visita virtual

Museus são os primeiros do Brasil a ser incluídos no Google Art Project, que já permite ver 30 mil obras em 40 países

ARTUR RODRIGUES E MURILO RONCOLATO, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2012 | 03h07

Já é possível passear pela Pinacoteca do Estado de São Paulo e pelo Museu de Arte Moderna (MAM) sem sair da frente do computador. Os dois museus são os primeiros no Brasil a ser incluídos no Google Art Project (www.googleartproject.com), que utiliza a mesma tecnologia do Street View para mostrar o acervo de instituições de arte de todo o mundo.

"A internet é uma ferramenta muito importante, poucas pessoas podem viajar e visitar museus", afirma Alessandro Germano, gerente de Novos Negócios do Google Brasil.

O projeto começou com 17 museus na Europa e nos Estados Unidos. Agora, chega a 151 instituições de 40 países (com expansão para a América Latina) e catálogo com 30 mil obras. No site do projeto, o usuário pode navegar pelas obras usando o nome do artista, museu, país de origem, tipo de arte e até pelo período histórico da obra.

Quem visitar o MAM pela internet verá obras diferentes daquelas possíveis de observar pessoalmente. Isso porque o museu escolheu uma mostra temporária, o 30.º Panorama da Arte Brasileira, que terminou em dezembro, para ser mostrada na visita virtual. "O tema da exposição é a itinerância, são artistas que lidam com a questão contemporânea de estar o tempo todo viajando", diz o curador do MAM, Felipe Chaimovich. "E o Google é isso, é a navegação. É uma coincidência entre o tema da exposição e a ferramenta."

O curador-chefe da Pinacoteca, Ivo Mesquita, destaca a visibilidade trazida por um projeto que inclui grandes museus espalhados por outros países, como Metropolitan, nos Estados Unidos, e Louvre, na França. "Imagino alguém vendo isso em Goa ou na Austrália", divaga.

Para Mesquita, porém, nada substitui a experiência real de ir ao museu. Por isso, ele descarta que as instituições percam visitantes para a internet. "Pelo contrário. A gente acredita que traga mais público, porque a rede desperta uma curiosidade, uma vontade de as pessoas quererem ver", avalia.

Gigapixel. Além da visita virtual, o projeto utiliza a tecnologia gigapixel, com qualidade de visualização de 7 bilhões de pixels, de uma obra de cada um dos dois museus - um diferencial em relação aos sites das instituições, que também exibem o acervo. No caso da Pinacoteca, a escolhida foi a obra Saudade, de Almeida Junior. "É a mais querida do público da Pinacoteca, a mais lembrada", conta Mesquita.

Do MAM, é possível ver o painel da dupla osgemeos (Gustavo e Otávio Pandolfo), que fica exposto do lado de fora do museu, na zona sul da capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.