Malconservada, estátua de Duque de Caxias faz 50 anos

ONG faz eventos para chamar a atenção para o monumento, instalado em uma área degradada do centro da cidade

Mônica Pestana, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2010 | 00h00

 

 

 

 

A estátua do Duque de Caxias na Praça Princesa Isabel, no centro, chega aos 50 anos na quarta-feira em estado de agonia. Mas uma série de atividades promovidas por uma ONG para marcar a data pode ajudar a recuperar o monumento, criado por Victor Brecheret. Um dos soldados da base perdeu a perna. Em outro ponto cresce mato. A estrutura tem marcas de fuligem e ferrugem.

A Secretaria Municipal de Cultura disse que o monumento não será restaurado neste ano, mas é limpo periodicamente.

Seus 40 m de altura, quase 16 m de estátua e 25 m de pedestal serão homenageados com intervenções artísticas no Terminal Princesa Isabel, palestras em escolas e universidades e postais distribuídos na cidade. Também foi produzido um vídeo que será veiculado em 312 ônibus que circulam na região central. "Queremos resgatar a memória artística e histórica, sem cair na questão do simbolismo militar que é evidente, mas aproximando o público do acervo escultórico da cidade", explica o coordenador do site www.monumentos.art.br, Walter Ramos, responsável pelos eventos.

"A estátua está numa praça acanhada, onde não há visibilidade nem público", diz Victor Brecheret Filho, presidente do Instituto Victor Brecheret. Para o filho do escultor, a revitalização do centro melhoraria a situação.

QUEM FOI

Luís Alves de Lima e Silva

O DUQUE DE CAXIAS

(1803-1880)

Nascido em arraial do Porto da Estrela, no Estado do Rio, Luís Alves de Lima e Silva (1803-1880) ganhou o título após voltar do conflito com o Paraguai. Reconhecido cadete aos 15 anos, cursou a Real Academia Militar. Foi militar desde muito cedo e possuiu as medalhas de maior valor no Exército. Foi agraciado com os seguintes títulos: barão, visconde, conde, marquês e duque. O militar foi o único brasileiro que chegou a obter o título de duque. Morreu em 7 de maio de 1880 na sua província natal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.