Mais uma loja é multada por lixo na rua

Estabelecimentos comerciais grandes geradores de lixo - que produzem mais de 200 litros de resíduos diários - estão sendo multados e fechados por descarte irregular em São Paulo. Ontem, uma loja das Casas Bahia foi lacrada durante fiscalização em Itaquera, zona leste. Segundo a Prefeitura, a loja acumulou 15 multas e ficará fechada por cinco dias. Desde o início do mês, outros dois grande geradores foram interditados por deixar o lixo na rua.

Felipe Frazão e Felipe Tau,

18 de agosto de 2011 | 00h43

Segundo a lei, estabelecimentos que acumulam mais de 200 litros de lixo por dia têm de mantê-lo em um depósito interno e contratar uma coleta particular. O contrato com a empresa que fará o transporte do lixo deve ser apresentado à Prefeitura, para controle do Departamento de Limpeza Urbana (Limpurb).

A Prefeitura pretende aumentar o cadastro dos chamados grandes geradores de lixo. Atualmente, apenas 6 mil dos 80 mil existentes na capital, segundo estimativa, estão registrados. O secretário municipal de Serviços, Dráusio Barreto, afirmou ontem esperar que os 74 mil restantes funcionem de acordo com a lei até o fim deste mês. "Aqueles que estão seguindo a lei têm de ser prestigiados. Não pode a loja vizinha fazer direitinho e a do outro lado fazer tudo errado e sujar a cidade", disse o secretário Barreto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.