Mais uma empresa vai oferecer pedágio eletrônico

ConectCar começa a vender tags hoje; além de rodovias, serviço pode ser usado em postos e estacionamentos

JOSÉ MARIA TOMAZELA, SOROCABA, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2013 | 02h03

Mais uma empresa foi autorizada a operar a cobrança eletrônica de pedágios em rodovias de São Paulo. A ConectCar, uma parceria entre as empresas Odebrecht e Ipiranga, obteve licença da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) para iniciar a venda de tags e a operação de seus serviços a partir de hoje. O equipamento da nova permissionária poderá ser utilizado em qualquer rodovia sob concessão do governo paulista. Além do pagamento do pedágio, o tag ConectCar possibilita acesso a outros serviços, como pagar estacionamento, comprar combustível e fazer compras em lojas de conveniência da rede Ipiranga.

O sistema eletrônico elimina a parada do motorista na cabine para a cobrança manual do pedágio. A tarifa é debitada em conta bancária fornecida pelo usuário. A ConectCar é a terceira empresa a entrar no segmento desde que o governo do Estado abriu o mercado, em 2012. Antes, apenas a Sem Parar tinha autorização para explorar o serviço. Segundo a Artesp, a concorrência deve beneficiar o usuário tanto nos preços como na qualidade dos serviços. Com a entrada no mercado em fevereiro da DBTrans/Auto Expresso, o valor dos pacotes pré e pós-pagos baixou. A taxa de adesão, por exemplo, que era de R$ 66,72, caiu para a metade e, em alguns planos, não é cobrada.

No segundo semestre, as empresas passam a atender também o sistema ponto a ponto, com a cobrança de pedágio por quilômetro percorrido. O serviço está em teste nas Rodovias Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360) e Santos Dumont (SP-75) e em operação na Governador Adhemar de Barros (SP-340).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.