Mais um PM acusa coronel no caso da juíza

O cabo Jeferson de Araújo, um dos 11 PMs presos por causa da morte da juíza Patrícia Acioli, em 11 de agosto, depôs na Justiça e acusou o tenente-coronel Cláudio de Oliveira, ex-comandante do batalhão de São Gonçalo, de ser o mandante do crime. O cabo é o segundo PM a acusar o oficial. Oliveira teria comentado sobre o plano do assassinato com seu braço direito, o tenente Daniel Benitez, como se fosse um "favor". O cabo, que aceitou fazer uma delação premiada, disse que havia a intenção de matar também um inspetor da Polícia Civil. O novo comandante da PM, coronel Erir Ribeiro Costa Filho, mudou 13 coronéis da cúpula da corporação.

O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2011 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.