Mais funcionários devem combater a corrupção

A Controladoria-Geral do Município, criada em janeiro pelo prefeito Fernando Haddad (PT) para combater a corrupção, deve receber um reforço de profissionais nos próximos meses. "Estou trazendo o que há de melhor no Brasil para São Paulo. Vamos criar estrutura para que esse trabalho ganhe impulso", disse o prefeito.

O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2013 | 02h03

O funcionário da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente Renato José Paes, de 36 anos, foi preso anteontem ao receber R$ 8 mil para não multar o dono de uma empresa que recolhe entulho em Pirituba, zona norte.

"É inaceitável que funcionários públicos tenham esse tipo de comportamento. É nossa obrigação não permitir esse tipo de prática. Se o cidadão está errado, temos de punir. Se está certo, temos de apoiar." Segundo Haddad, a corrupção no setor público é um problema histórico. "Não é só da administração anterior, ou da anterior da anterior."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.