Mais de um quarto dos paulistas teve falta de água no último ano

Levantamento da Agência Reguladora de Saneamento Básico e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) aponta que 27% dos paulistas sofreram pelo menos uma vez com falta d'água em casa no ano passado. A pesquisa, divulgada ontem, revela que o problema no abastecimento foi um dos principais pontos negativos percebidos pela população do Estado em relação ao saneamento básico.

RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2012 | 03h05

A pesquisa de satisfação ouviu 45 mil pessoas nos 244 municípios fiscalizados pela agência - número que contempla todos da Grande São Paulo que são abastecidos pela Sabesp. Em geral, os paulistas avaliam bem o aspecto da água (80% estão satisfeitos com a transparência e 78% com o cheiro) e o sistema de esgoto (70% aprovam esse serviço). O preço pago por isso, no entanto, é outro motivo de reclamação: 52% acham que a água é cara e 60% reclamaram do preço pago pelo tratamento do esgoto.

Segundo Silvia Calou, diretora-presidente da Arsesp, a pesquisa vai servir para aumentar a qualidade dos serviços prestados pelas concessionárias. "Na avaliação geral, nenhum município foi avaliado como ruim ou péssimo, o que é bom. Mas sabemos que temos pontos a melhorar e esse estudo nos ajuda a saber o que devemos focar para que os consumidores paulistas fiquem mais satisfeitos", afirmou Silvia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.